Ponte 25 de Abril

Atravessa a parte mais estreita do estuário do Tejo

  • Ponte 25 de Abril

  • Ponte 25 de Abril

Gargalo do Tejo é o nome da parte mais estreita do estuário do rio e onde se localiza a Ponte 25 de Abril. Esta ponte, sendo um eixo essencial na comunicação das duas margens, liga as cidades de Lisboa e Almada.

Frequentemente apelidada de “Portuguese Golden Gate Bridge”, pelas suas semelhanças com a ponte de São Francisco, estas tem porém, fundamento. Ao fim de mais de 50 anos de ideias e projetos, a construção desta ponte foi atribuída à mesma empresa norte americana. Originalmente conhecida como Ponte Salazar, esta obra de engenharia ficaria na história da cidade por diversos motivos. Ter custado menos que o previsto e ter sido executada em tempo recorde, foram dois deles.

O nome original, de Ponte Salazar, resultou de uma homenagem ao Presidente do Conselho de Ministros da época. Contudo, logo a seguir à Revolução de Abril de 1974, o seu nome foi mudado para Ponte 25 de Abril.

Com um comprimento total de cerca de 2.280 m, a imponência desta Ponte é impossível de passar despercebida. Aquando da sua inauguração, a 6 de Agosto de 1966, era a quinta maior ponte suspensa do mundo e a maior fora dos Estados Unidos. Passados cinquenta anos permanece entre o grupo das 20 maiores pontes suspensas a nível mundial.

Inicialmente construída para a circulação exclusiva de automóveis, em 1999 passou a permitir também a circulação ferroviária.

Não sendo permitida a passagem pedonal, a Ponte 25 de Abril todos os anos se enche de milhares de desportistas do mundo inteiro. A meia maratona de Lisboa, que ocorre em Março, é já um marco no desporto da cidade. Esta constituí também uma oportunidade única para pisar o tabuleiro da ponte.

Quando se passa por baixo desta grandiosa estrutura ouve-se o som da deslocação dos carros e dos comboios. A 70 metros de altura do nível do rio, o tabuleiro, parte metálico, cria um zumbido audível a centenas de metros de distância. É absolutamente impressionante!

Venha descobrir este e outros tesouros … de um ângulo nunca visto, a bordo de um dos nossos veleiros:

RESERVE JÁ

 

Share