...
Início » Vistas » Museu de Arte Popular

Museu de Arte Popular

Lisboa é conhecida pelo seu rico património cultural. O seu panorama artístico não é exceção. O Museu de Arte Popular é um tesouro de obras-primas, albergando coleções de arte que abrangem séculos e diferentes estilos.

Museu de Arte Popular observado do rio Tejo, durante um passeio de barco

O Museu de Arte Popular (MAP) de Lisboa tem uma história que remonta ao século XIX. A princípio foi projetado como pavilhão da “Secção da Vida Popular” da Exposição do Mundo Português, em 1940. Cinco anos mais tarde, surgiu um novo projeto que deu início à transformação do anterior pavilhão no Museu de Arte Popular. Este projeto consistia em adaptar o edifício anterior a museu.

A inauguração do museu aconteceu a 15 de julho de 1948. Possui salas com a coleção permanente e um espaço destinado a exposições temporárias, dividido por cinco compartimentos.

O empenho do museu na preservação e promoção da arte é evidente nos seus extensos esforços de restauro. Em 2010, o Museu de Arte Popular sofreu obras de requalificação por causa do seu estado avançado de degradação.

Atualmente, o museu está a cargo do Museu de Etnologia e é um marco cultural em Lisboa, atraindo amantes de arte de todo o mundo.

A coleção do museu é diversificada, com obras de vários períodos e movimentos artísticos. Aliás, apresenta artistas portugueses e internacionais, oferecendo uma visão abrangente do mundo da arte. O museu alberga uma vasta gama de obras de arte que satisfazem diferentes gostos e interesses. Assim, cada peça conta uma história única, oferecendo um vislumbre da visão do artista e do contexto histórico em que foi criada.

Arquitetura e design do museu

O Museu de Arte Popular de Lisboa não é apenas um tesouro de arte, mas também uma obra-prima de arquitetura e design. O edifício em si é uma maravilha arquitetónica, misturando na perfeição elementos modernos e tradicionais. As suas linhas elegantes e janelas de vidro criam uma sensação de abertura e permitem que a luz natural inunde os espaços de exposição.

No interior, o museu foi concebido para melhorar a experiência do visitante. Isto é, as galerias são espaçosas e bem iluminadas, proporcionando o cenário perfeito para a contemplação e imersão nas obras de arte. A disposição é intuitiva, guiando os visitantes através de diferentes secções e assegurando um fluxo contínuo de uma exposição para outra.

Exposições e coleções

O Museu de Arte Popular alberga um vasto leque de exposições e coleções que respondem a diferentes interesses e preferências. De tal forma que as exposições estão organizadas por cinco salas correspondentes a cinco regiões do país: Entre-Douro-e-Minho; Trás-os-Montes; Algarve; Beiras; Alentejo e Estremadura.

O acervo atual inclui uma grande variedade de peças de arte como as cangas e galos de cerâmica do Minho, as cestarias de Trás-os-Montes, os badalos e louças de cerâmica do Alentejo e equipamentos de pesca do Algarve.

Para além das coleções permanentes, o museu também acolhe exposições temporárias que exploram temas ou movimentos artísticos específicos. Estas exposições oferecem uma nova perspetiva sobre a arte, permitindo aos visitantes envolverem-se em questões e ideias contemporâneas. Da fotografia à escultura, cada exposição é cuidadosamente organizada para criar um diálogo significativo entre as obras de arte e o público.

Dicas para visitar o Museu de Arte Popular

Para aproveitar ao máximo a sua visita ao museu, sugerimos algumas dicas a ter em conta:

1. Planear a sua visita com antecedência: Consulte o website do museu para se informar sobre o horário de funcionamento, os preços dos bilhetes e quaisquer exposições ou eventos especiais que ocorram durante a sua visita.

2. Reserve tempo: O museu é vasto e há muito para ver! Planeie passar pelo menos duas para que possa explorar as diferentes exposições e coleções.

3. Interaja com as obras de arte: Não se limite a observar passivamente as obras de arte. Por vezes dispense algum tempo para ler as informações que as acompanham.

4. Restrições à fotografia: Verifique a política de fotografia do museu antes de tirar fotografias. Algumas obras de arte podem ter restrições devido a direitos de autor ou por outra razão de conservação.

5. Respeitar o espaço: Lembre-se de que o museu é um local de património cultural. Siga as regras, como não tocar nas obras de arte, e mantenha uma distância respeitosa das exposições.

Atrações e atividades nas proximidades

Antes ou depois de visitar o Museu de Arte Popular, dispense algum tempo para explorar a área circundante. Lisboa é uma cidade cheia de história e charme, oferecendo uma miríade de atrações e atividades aos visitantes. A uma curta caminhada do museu, encontra monumentos que merecem igualmente a sua visita, tais como Torre de Belém, o Padrão dos Descobrimentos, o Centro Cultural de Belém e o Mosteiro dos Jerónimos.

Para vistas deslumbrantes da cidade, dirija-se a miradouros, como o Miradouro da Senhora do Monte ou o Miradouro de Santa Luzia. Estes pontos panorâmicos oferecem um vislumbre da deslumbrante arquitetura de Lisboa e do rio Tejo.

Contudo, se quiser uma sugestão mais exclusiva e única, atreva-se a realizar um passeio de barco onde pode observar este monumento e muitos outros a partir do Rio Tejo.

Experiências relacionadas

"O barco de cada um está dentro de seu próprio peito (Couto, Mia)." Descubra o seu barco e o marinheiro que há em si.
Todas as Experiências

Admire o Museu durante um passeio a bordo!

Seraphinite AcceleratorOptimized by Seraphinite Accelerator
Turns on site high speed to be attractive for people and search engines.